segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Nem tudo que parece é...

Pode ser que alguns já conheçam o teste da "bailarina rodopiando", mas vale a pena pensar um pouco a respeito.

A pergunta que é feita sobre a imagem abaixo é: Para que lado a bailarina está rodopiando? Ela rodopia no sentido horário ou anti-horário?

spinning silhouette dancer optical illusion

Independente do sentido que você vê ela girar, parece uma questão óbvia, não? Porém se você se concentrar (acredite!) você conseguirá vê-la rodopiando na outra direção.

O interessante deste experimento é que, no que no inicio, parece 100% correto e óbvio. Mas se deixarmos nossa mente aberta a esta nova possibilidade o "impossível" pode acontecer: ela mudar a direção.

Mágica, trapaça? Nada disto... a questão é apenas uma dificuldade do nosso cérebro em identificar o movimento da bailarina, logo quando ele percebe uma possibilidade ele se sente "confortável" e seta o movimento identificado como sendo "verdadeiro e único". Mas, se nós nos "abrirmos" a novas possibilidades, podemos com algum esforço conseguir re-setar o cérebro para ele identificar o novo sentido como verdade. Inclusive se torna difícil voltar a vê-la girar no sentido inicial.

Moral da história: Esteja sempre disposto a ver as coisas sobre outra ótica. Lembre-se da bailarina.

2 comentários:

  1. Essa eu conhecia, mas dá o q pensar.
    []'s
    Rico81

    ResponderExcluir
  2. Cara, só consigo ver no sentido horário... :)

    ResponderExcluir